Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FISIOTERAPIA, Uma Busca, Uma Necessidade, Uma Realidade - Tradição e experiência para atender melhor o nosso paciente

Há 28 anos a FISIOCAMAQUÃ Centro de Fisioterapia e Reabilitação, na condição de pioneira, iniciou seus trabalhos na região centro-sul do estado do Rio Grande do Sul, atuando a nível ambulatorial, hospitalar e domiciliar nas áreas de ortopedia, traumatologia, neurologia, reumatologia, reabilitação pulmonar e mais recentemente: REBILITAÇÃO VESTIBULAR.

Desde a sua inauguração em 1986,a clínica trouxe técnicas e conceitos inovadores e de eficácia comprovada que muito contribuiu para enriquecer o arsenal terapêutico disponibilizado aos seus pacientes, preenchendo lacunas da área da fisioterapia na nossa região. Isto facilitou o acesso dos pacientes a novos tratamentos não necessitando ir até a capital em busca de fisioterapia especializada.

Manteve também em Porto Alegre, durante 10 anos uma filial, o "Consultório especializado de Fisioterapia da Coluna Vertebral", no bairro Auxiliadora, após formação em Paris, na França do conceito Cadeias Musculares Leo Busquet, empregando a técnica reconhecida internacionalmente, sendo pioneira no RS, para uso no tratamento das patologias da coluna vertebral (dor ,disfunções e deformidades em crianças adolescentes e adultos. Também utilizava outras técnicas eficazes da moderna terapia manual com tratamento personalizado,sendo o paciente conscientizado para ter a compreensão necessária do seu problema para melhor administrá-lo. Este trabalho tem continuidade hoje na Fisiocamaquã.

Desde 2003 promove eventos através dos "Expoentes da Terapia Manual e Postural". Cursos de Formação em Fisioterapia, validados cientificamente, com palestrantes nacionais e internacionais de renome reconhecidos internacionalmente dirigidos exclusivamente, para fisioterapeutas, propiciando a todos os colegas brasileiros o acesso a capacitação e aperfeiçoamento profissional.

A clinica possui vários convênios disponibilizando aos seus pacientes instalações confortáveis e climatizada com uma equipe de profissionais especializados pos graduados em ortopedia e traumatologia(Myriam Dellamora), acupuntura(Mauricio Molina) entre outros em várias áreas para dar atendimento ambulatorial, hospitalar e domiciliar.

A FISIOCAMAQUA OBJETIVA OFERECER ATENDIMENTO HUMANIZADO E DE RESOLUTIVIDADE PARA TODOS OS PACIENTES QUE BUSCAREM TRATAMENTO. Responsável técnica: Fisioterapeuta Marlene Müller Lerias-Crefito 5725.








EQUIPE FISIOCAMAQUÃ:
FISIOTERAPEUTAS: Larissa Hübner - William Beiesdorf - Priscila Ribeiro Pires-Alice Ribeiro Laguna - Myriam Dellamora - Mauricio Molina - Marlene Müller Lerias (responsável pela Fisiocamaquã)
Carolina L. Carniel - Psicóloga
Liliane Razador - Fonoaudióloga
Vanessa Leivas - Nutricionista


Algumas técnica utilizadas na clinica:

CADEIAS MUSCULARES - Leo Busquet (Paris)

A fisioterapeuta Marlene Müller é pioneira nesta técnica em Porto Alegre, tendo realizado em 1997 a sua formação em Paris com o fisioterapeuta frances Leopold Busquet.

Definição do método

Dos músculos existentes em nosso corpo, 98% deles se encontram aos pares, mas não é sempre que eles atuam em conjunto, ou seja, simetricamente. Quando isso acontece, seja por uma hipotrofia, disfunção muscular ou por desuso ocorre uma mudança na biomecânica articular, podendo levar a lesões cartilaginosas (como a síndrome da hipertensão patelar), vícios posturais, escoliose, cifose, hiperlordose, genu valgo, varo, recurvatum e alterações na marcha. Consequentemente começamos a sentir dores na coluna, vertigem, dores de cabeça, problemas em outras articulações e até problemas respiratórios e viscerais. Sua dinâmica não é mais harmoniosa e as dores aparecem.
Preocupado com esta situação, o fisioterapeuta francês, Leopold Busquet criou um novo conceito em tratamento de lesões musculares e posturais. Esse novo método é conhecido como Cadeias Musculares que representam os circuitos de continuidade de direção em um plano através do qual se propagam as forças de organização do corpo.
Esse método divide a musculatura em vários grupos.
São eles:
- Cadeia estática posterior (CEP)
- Cadeia reta anterior direita e esquerda (CRA)
- Cadeia reta posterior direita e esquerda (CRP)
- Cadeia cruzada anterior direita e esquerda (CCA)
- Cadeia cruzada posterior direita e esquerda (CCP)

Objetivos do Tratamento

A finalidade do tratamento é liberar as cadeias musculares das tensões internas. Quando as cadeias musculares estão livres e equilibradas, os gestos estarão íntegros e fáceis.
O tratamento de cadeias musculars é um tratamento de remodelação das fáscias (redes de tecidos originado do tecido conjuntivo que envolve os músculos e dá sustentação e tonicidade ao corpo) para rearmonizar de forma eficaz e duradoura a sua mobilidade.
É uma técnica de terapia manual que trabalha analiticamente as cadeias musculares, viscerais e cranianas, para posteriormente integralizar o indivíduo numa postura global e harmônica.
O tratamento é personalizado, pois o paciente é único.

Indicações

- Indivíduos que apresentam má postura (crianças, adolescentes, adultos) e até mesmo na terceira idade, afim de prevenir ou atenuar as disfunções físicas e orgânicas, assim como os efeitos dos processos degenerativos, podendo ser usada também por pacientes com osteoporose, já que não é uma técnica agressiva e brusca.
- Deformidades da coluna vertebral (escoliose, cifose, lordose, etc) dos joelhos (geno valgo, varo) dos pés (calcâneo valgo), etc.
- Desequilíbrio crâneo-mandibulares.
- Dores articulares ou alterações no crescimento.
- Indivíduos que se sintam "encurtados", mesmo tendo atividade física regular.
- Em pessoas com dor decorrente de patologias da coluna vertebral do tipo artrose, espondilolistese, discartrose, hérnia discal, com sintomas como dor de cabeça, tonturas, vertigens e limitação funcional.
- Doença do reumatismo em que existam limitações do movimento, reduzindo a função.
- Em doenças respiratórias onde pela maneira incorreta de respirar apresenta alterações na caixa toráxica e má postura.
- Em atletas para melhor performance de seu aparelho locomotor.
- LER (lesões por esforço repetitivo) e DORT (distúrbios ósteo musculares relacionados ao trabalho).
- Em resumo, todos os casos em que houver mudança morfológica ou somente dor, alterando a função ou não buscando-se assim a forma original ou diminuindo os sintomas dolorosos, tentando chegar o mais próximo da normalidade.
A compreensão gerada pela análise global das cadeias musculares permite traçar um tratamento personalizado que responderá de maneira simples, global e coerente às dificuldades e às dores que são os sinais lógicos dos problemas de nossos pacientes.

R P G - REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL

A fisioterapeuta Marlene Müller, foi pioneira nesta técnica na região centro-sul. A sigla RPG significa Reeducação Postural Global. A palavra Reeducação significa arrumar, corrigir o que não está certo. Philipe Souchard, criador do método é fisioterapeuta. Diretor da Universidade de Terapia Manual em Saintmont na França e autor de 16 livros traduzidos em diversos idiomas.
Esse conceito revolucionário de tratamento foge ao convencional, indo direto às causas dos males, a partir de um perfeito conhecimento da anatomia e biomecânica do corpo humano.
Uma vez conhecida a origem da dor e sua relação com outros pontos do corpo, a melhora será conseguida em pouco tempo através de um tratamento envolvendo toda a cadeia muscular interligada às articulações. Tudo isso à base de uma terapia manual, com participação ativa do paciente, de modo racional e eficiente. Esse método, RPG, tem no alongamento dos músculos (principalmente os tônicos, ligados à coluna vertebral, do sacro à nuca) seu princípio fundamental, baseado em posturas ao invés de movimentos. Posturas ativas, suaves e progressivas, num processo terapêutico global que trata o problema como um todo, não apenas uma parte localizada. As dores musculares e articulares que sentimos não precisam, ou não devem ser tratadas diretamente no local em que aparecem. É preciso, isto sim, descobrir suas origens e sua relação com o encadeamenteo muscular e articular.
É um método científico de reeducação postural, fundamentado em posturas de estiramento muscular ativo, pondo assim o corpo em estiramento máximo, evidenciando tensões particulares que se relacionam umas com as outras, como se fossem "fios".
Estas posições são progressivas, cada vez mais globais, procurando descobrir a causa dos problemas que o paciente apresenta.
Existem 3 princípios básicos do RPG:
- Individualidade - cada pessoa é única;
- Causalidade – busca-se encontrar as causas e não fazer tratamentos paleativos;
- Globalidade – tratar o indivíduo como um todo e não num local especificamente.

MCKENZIE

Formação pelo The McKenzie Institute International – Center for Postgraduate Study in Spinal Mechanical Therapy.
Reconhecido à nível mundial, o método McKenzie foi desenvolvido pelo fisioterapeuta neo-zelandês Robin McKenzie. Ele consiste de uma avaliação mecânica abrangente que analisa que movimentos repetitivos e/ou posições estáticas são responsáveis sobre os sintomas de dores nas costas do paciente. Isso permite ao fisioterapeuta treinado no método McKenzie estabelecer um diagnóstico mecânico que identifica se os sintomas são causados por uma má postura prolongada, um tecido cicatricial encurtado ou por um deslocamento em andamento no disco intervertebral.
O diagnóstico mecânico capacita o fisioterapeuta a desenvolver a técnica de tratamento que visa não apenas a solução dos sintomas atuais do paciente mas também a prevenção à longo prazo da reincidência.
Uma entre várias vantagens é que pode ser aplicada no estágio agudo, sub-agudo e crônico de um problema músculo-esquelético.
McKenzie atraiu um interesse considerável de pesquisadores em várias partes do mundo e é um dos sistemas de tratamento para dor nas costas mais pesquisados.

CROCHETAGEM MIO-APONEURÓTICA

Formação realizada com o fisioterapeuta belga Jules Boone.
Existem, muitas vezes, limitações para as nossas mãos, principalmente quando queremos tratar os tecidos moles nos planos de deslizamento mio-aponeuróticos profundo, porque as aderências e os depósitos de pequenas dimensões são dificilmente palpáveis. Para solucionar esta dificuldade lançou-se mão de instrumentos do tipo "crochet" que nos permite o acesso a estas estruturas e, com isso, poderemos "soltar" as fáscias que nos restabelecerão, novamente, o equilíbrio.

Indicações

* Nas dores pós traumatismos e inflamações do sistema músculo-aponeurótico em geral
* Em toda limitação de amplitute articular por fibrose cicatricial ou cirúrgica. Por exemplo, Epicondilite, Túnel do Carpo, neuralgias, cervico-braquialgias, etc.

MAITLAND

Trata-se de um método de avaliação e tratamento que está difundido em todo mundo, devido a sua eficácia no tratamento das disfunções articulares, tanto da coluna vertebral como das articulações "periféricas".
O criterioso sistema de avaliação proposto por Maitland está incorporado pela Fisioterapia moderna, e as técnicas de tratamento podem ser graduadas de acordo com o estágio da patologia, o que torna a manipulação muito confortável para os pacientes que sofrem de problemas na coluna vertebral ou nos membros.
Ministrado pelo fisioterapeuta Gordon S. Cummings, sendo um dos grandes expoentes da fisioterapia nos Estados Unidos pelo trabalho ali desenvolvido, mestre em Artes – área de concentração em histopatologia de lesões ortopédicas e próteses. Diplomado em Manipulação Vertebral pela associação Australiana de Fisioterapia, sob a direção de Geofrey Maitland. Professor Associado de Fisioterapia Ortopédica da Universidade Estadual da Geórgia.

Indicações

Para avaliação e tratamento da coluna vertebral e membros.

MULLIGAN

Técnica de Mulligan (Terapia Articular – um método cinestésico e proprioceptivo). Criada por Bryan Mulligan, Neo-Zelandes que diz que existem 2 causas para dor e diminuição da ADM:
1. Perturbação posicional das superfícies articulares;
2. Jogo articular anormal durante o movimento.
Bryan Mulligan foi condecorado como membro honorário pela Sociedade de Fisioterapeutas da Nova Zelandia por sua contribuição à Fisioterapia. O seu livro é um best seller e está na 3ª edição.
O interesse da classe mundial e a demanda para os cursos neste novo campo (mobilização combinada com movimento) fez com que se criasse uma Associação Internacional de Professores para ministrarem o Conceito Mulligan.
As técnicas consistem:
1. Mobilizações oscilatórias passivas;
2. Mobilizações ativa-assistidas (sustentadas - o paciente interage com o fisioterapeuta, realizando determinados movimentos de acordo com a solicitação do fisioterapeuta)
3. Movimento passivo aplicado para a coluna ou segmentos periféricos, os quais se movem com movimentos fisiológicos.
4. Procedimentos posicionais

Indicações

Para avaliação e tratamento da coluna vertebral e membros (em caso de dor e redução do arco de movimento)

TERAPIA DE RELAXAMENTO POSICIONAL

Terapia de relaxamento posicional – Inicialmente é usada como indicação diagnóstica na localização da disfunção e após para tratamento dos trigger-points (são pontos dolorosos, pontos de tensão máxima, sensíveis ao toque, localizados nos músculos, ligamentos, tendões, cápsula articular e que podem provocar dor à distância e diminuir a mobilidade articular).
A associação dos trigger-points mio-fasciais ou tender point com disfunções músculo-esquléticas foi estabelecida. Vida sedentária, movimentos repetitivos ocupacionais, alterações posturais, traumas, alterações articulares, outras forças mecânicas com comprometimento de carga miofascial e alterações bioquímicas.
Alguns autores citam a presença de trigger-points mais comuns em trapézio superior, elevador de escápula, suboccipitais, psoas e quadrado lombar.
Usa-se técnicas de Knapp, Logan, Jones, Simon/Travel.

CYRIAX

Atualização realizada com o fisioterapeuta belga Pierre Bisshop (módulo das Hérnias Discais)
Método da medicina ortopédica de Cyriax. Ela preocupa-se com o diagnóstico e tratamento de lesões de "partes moles" teciduais.
Estas alterações afetam grande parte dos pacientes. Em termos gerais estas lesões englobam condições comumente chamadas de artrites, reumatismos, fibrosites, cervicalgias, dorsalgias, lombalgias, sacroileites, dor "ciática", estiramentos musculares, etc.
Após uma investigação e avaliação física minuciosa é possível se prescrever um tratamento específico que deve ser:
- administrado para o específico sítio da lesão diagnosticada
- capaz de proporcionar efeito benéfico na lesão

Neurodinâmica Clinica(mobilização neural)

Curso realizado pela "Neurodynamics Solutions" - Clinical Neurodynamics Education com os professores Dan Pilderwasser e Marcelo Viana.
Utilizado nas algias de origem neurogênica, trabalha liberando a raiz nervosa de aderências, compressão ou qualquer bloqueio neural, resultando na recuperação da mobilidade normal do nervo e, consequentemente, a eliminação da dor localizada e/ou irradiada (lombalgia, lombociatalgia, cervicobraquialgias, síndrome do túnel do carpo, etc).

CURSOS DE ATUALIZAÇÃO DO NEPE-BIOMEC PARA PATOLOGIAS DA COLUNA VERTEBRAL

• Escoliose
• 100 exercícios de escoliose
• Hérnia discal lombar
• Reeducação Torácica Tridimensional
Os eventos do centro, trazem as mais recentes condutas para tratamento da coluna vertebral, advindas de renomados centros Europeus.

ISO-STRETCHING

Criada pelo fisioterapeuta francês Bernard Redondo é uma técnica de grupo que se baseia no tratamento de cadeias musculares, dando ênfase a respiração, alongamento e ao fortalecimento muscular, respeitando determinados padrões biomecânicos do corpo.
Ministrada somente por fisoterapeutas, vem sendo utilizada há muito tempo na França e outros países da Europa, obtendo-se resultados excelentes no que diz respeito a boa forma e ao bem-estar físico. Bernard queria uma ginástica onde trabalhasse não somente a musculatura superficial do corpo, mas a musculatura profunda que dá manutenção e sustentação ao corpo. Dessa forma, desenvolveu este trabalho onde conseguiu aliar a boa e bela forma física à flexibilidade máxima:
- dando liberdade e leveza de movimentos,
- fortalecendo e flexibilizando, facilitando os movimentos,
- diminui as pressões articulares,
- rearmoniza as tensões,
- e ainda tendo a ação benéfica sobre a circulação sanguínea e linfática.
Com o passar do tempo as vértebras e as articulações são sobrecarregadas e há um aumento nos processos degenerativos. Com esta técnica iremos retardar e ainda reduzir a sua ação, obtendo uma musculatura flexível e com um bom tônus muscular. Com a diminuição do rítmo circulatório, agrava-se os níveis de osteoporose e a proposta é justamente aumentar o aporte sanguíneo, e, através do uso de resistências, pesos e movimentos específicos.
A ginástica é indicada para todas as idades, sendo realizada em grupo, 2 vezes por semana, fazendo uso de medicine-balls e outros materiais para flexibilização de acordo com o conhecimento científico do fisioterapeuta.
É indispensável a presença do fisioterapeuta durante a TODA A SESSÃO, FAZENDO AS CORREÇÕES NECESSÁRIAS E INDIVIDUAIS EM TODOS OS PACIENTES DO GRUPO!

KINETIC CONTROL

A fisioterapeuta Marlene Müller trouxe este conceito de forma pioneira à POA em 2005 e através da professora sueca Dianne Andreotti e sua monitora, Elis Bof (HOJE PROFESSORA DO CONCEITO), proporcionando o evento para profissionais de vários estados.
Este é um conceito inovador reconhecido mundialmente por suas evidências científicas há mais de 15 anos.
Trata das "disfunções musculares" do aparelho locomotor: a dor pode causar alterações no recrutamento muscular, assim como o uso não correto da musculatura pode levar a desequilíbrios e estes podem ser a razão da manifestação dolorosa (Commerford & Mottram 2001, Sahrmann, 2001).
O Kinetic Control foi criado por Mark Comerford, Sara Mottram, Ruth Jones e Mark Silveste . Esse é um conceito que desenvolveu um processo de avaliação das alterações de movimento. Faz parte da terapia manual moderna (baseada em evidências científicas) e cria uma metodologia de reabilitação para reeducar a estabilidade dinâmica e o equilíbrio muscular.
O paciente aprende a reconhecer/sentir o que está errado, e como deve realizar o movimento e em qual direção e intensidade. Faz "uma nova programação" deste movimento que inicialmente lhe causava dor e desconforto, mas que mais tarde poderiam evoluir para uma patologia ou se já sofre de processos degenerativos, evitará que evolua o seu comprometimento, podendo freiá-lo!

OSTEOPATIA

Osteopatia é um método de tratamento manual e natural criado nos Estados Unidos no fim do século XIX por Andrew Taylor Still. Médico famoso, ele achava que o bom equilíbrio das estruturas (o osteon grego do aparelho locomotor) era crucial para evitar o aparecimento de disfunções e de doenças (pathos), ou seja, o corpo tem possibilidades de se reequilibrar, de autocurar-se. Cabe ao osteopata a tarefa de normalizar as estruturas.

Como se desenvolve um tratamento em Osteopatia

A primeira sessão de Osteopatia comporta um exame completo: anamnese, palpação, inspeção, territórios cutâneos nervosos, etc. Depois, o exame osteopático vai evidenciar todas as alterações mecânicas do aparelho locomotor, essencialmente na pelve e na coluna vertebral. Após essa avaliação cuidadosa, precisa, completa e global, o osteopata tenta estabelecer as cadeias lesionais do paciente.
Uma sessão dura em torno de 50 minutos, com a presença constante do osteopata, tempo necessário para utilizar todos os recursos terapêuticos, obter um efeito nos tecidos moles periarticulares, sedar a dor e adaptar-se ao paciente, pois cada caso é um caso.

Quais são os meios terapêuticos utilizados?

O osteopata utiliza uma técnica específica para cada tecido (osso, ligamento, músculo, víscera) a partir das constatações feitas no exame preliminar. Existem duas grandes famílias de técnicas manuais:
- Estruturais: Que, por exemplo, corrigem uma disfunção vertebral com uma técnica de thrust de pequena amplitude e de alta velocidade; efetuam decoaptações articulares axiais leves chamadas pompagem, ou que alongam um músculo espasmado com uma técnica de stretching rítmico, entre outros.
- Funcionais: que por exemplo tratam uma compressão nervosa ou vascular com a técnica dos pontos-gatilhos de Jones.
- Além delas, pode-se destacar as técnicas estruturais de articulação baseadas na construção de alavancas adaptadas e as neuromusculares de Stanley Lief, muito úteis para harmonizar as tensões faciais.

Indicações da Osteopatia:

As algias vertebrais são o motivo mais frequente de consulta, tais como torcicolos, cervicalgias, dorsalgias, lombalgias agudas e crônicas, desequilíbrio da pelve, síndrome do piriforme (falsa ciática), hérnias discais.
Também é indicada nas dores do membro superior, tais como nevralgias cervicobraquiais, periartrites escapuloumerais, parestesias, cotovelo de tenista, lesões por esforços repetitivos, síndrome de compressão do desfiladeiro escapulotorácico, e em algumas dores do membro inferior, como ciáticas, cruralgias, tendinites, entorses, etc.
Vale considerar que as indicações não se restringem à lista, já que a Osteopatia é, em si, uma maneira de lidar com a patologia, especialmente com ênfase no aspecto preventivo.

A Osteopatia e o Esporte.

Inúmeros atletas de alto nível se beneficiam com o tratamento de Osteopatia para manterem-se na melhor forma possível (tenistas, jogadores de futebol, de basquete, maratonistas, etc). Lesões osteopáticas prejudicam a perfeição dos gestos técnicos, diminuem a performance e podem criar lesões mais graves a longo prazo.
Certos esportes como tênis, futebol ou as artes marciais provocam frequentemente distensões musculares e bloqueios vertebrais, que podem ser tratados pela Osteopatia. Nas competições internacionais, é comum as equipes contratarem um osteopata para cuidar dos atletas.

ACUPUNTURA

Acupuntura é uma técnica da MEDICINA TRADICIONAL CHINESA que consiste na aplicação de agulhas em pontos do corpo chamados de pontos de acupuntura para obter-se efeito terapêutico em diversas condições patológicas (doenças) através do reequilíbrio energético. Os pontos de acupuntura podem ser estimulados não apenas por agulhas, mas também com a pressão dos dedos sobre os pontos, aparelho laser, dentre outros.

Acupuntura dói?

A inserção de agulhas é indolor, ou seja, não se sente dor ou desconforto ao inserir as agulhas. Ao longo da sessão a pessoa sente uma sensação de relaxamento e bem estar.

Indicações do Tratamento pela Acupuntura:

Problemas Osteomioarticulares: dor na coluna, dor nervo ciático, punhos, cotovelo, ombro, joelho, quadril, artrose (desgaste articular),
Problemas Psicológicos: ansiedade, depressão, enxaquecas, falta de memória, stress.
Problemas Ginecológicos: cólica menstrual, TPM, enxaquecas em período menstrual, falta de libido.
Problemas Neurológicos: AVC, Parkinson, Esclerose múltipla, Labirintite, Dor neural em trigêmeo.
Problemas Endocrinológicos: obesidade, constipação, má digestão, problemas de fígado.
Problemas Urológicos: impotência sexual, falta de libido.
Problemas Respiratórios: gripes, resfriados, estados febris, etc.
Problemas Gastrointestinais: gastrite, sensação de queimação no estômago, refluxo gastroesofágico.

REABILITAÇÃO VESTIBULAR

"SERVIÇO DE INVESTIGAÇÃO E TRATAMENTO DE TONTURAS E DOS TRANSTORNOS DO EQUILÍBRIO (DOENÇA DO LABIRINTO ) - REABILITAÇÃO VESTIBULAR”

PROFISSIONAIS: (fonoaudiólogas e fisioterapeuta)
Marlene Müller Lerias
FISIOTERAPEUTA PIONEIRA: PÓS GRADUADA NA PRIMEIRA TURMA DA AMÉRICA LATINA EM REABILITAÇÃO VESTIBULAR
CREFITO 5725
FONOAUDIÓLOGA:
Liliane Razador CRFa 9749/RS

A Fisiocamaquã trouxe de forma pioneira o “Serviço de Investigação e Tratamento das Tonturas e dos Transtornos do Equilíbrio (doenças do labirinto) – REABILITAÇÃO VESTIBULAR (RV).

Oferecemos este SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO através de exames de:
Vectoeletronistagmografia e Videonistagmocopia e Tratamento com:
-Manobras de Reposição Canalítica;
-Reabilitação Vestibular.

TONTURAS, NÁUSEAS, DESEQUILÍBRIO TEM CURA? O QUE FAZER?

A noção de que a tontura não tem cura é errada: é preciso informar a todos sobre a necessidade do diagnóstico médico e que há tratamento das doenças que afetam o labirinto. Para que fazer estes exames? Em casos de queixa de tontura,vertigem e desequilíbrios na marcha. Após os exames poderemos ver qual o tipo de tratamento o paciente receberá para a sua disfunção do sistema vestibular (labirinto).

No caso de VPPB(Vertigem Postural Paroxística Benigna),chamada popularmente por labirintite,usaremos Manobras de Reposição Canalítica (recolocando os cristais de carbonato de cálcio que se deslocam do seu lugar de origem, provocando provocando vertigem podendo ser seguida por náuseas e /ou vômitos, que duram poucos segundos.

Em caso de disfunção(hipo ou hiperfunçâo) do labirinto em que o paciente sente-se com desequilíbrio, e uma constante sensação de "flutuação" e mal estar, traçamos um programa de "Reabilitação Vestibular" com grupos de exercícios especializados com o objetivo de "Reforçar o Labirinto".Estes exercicios fisioterapêuticos são validados cientificamente para pacientes com disfunção vestibular, visando ativar o Sistema Nervoso Central buscando a compensação vestibular, para que o indivíduo possa realizar o mais perfeitamente possível as atividades que estava acostumado a fazer antes da tontura.

DICAS

Ao primeiro sintoma, procure um especialista. Não se auto-medique: alguns remédios agravam os sintomas. Ao sentir-se tonto, não deite: fique sentado. Não feche os olhos, fixe um alvo!

WIIREABILITAÇÃO

A clínica Fisiocamaquã, seguindo uma tendência mundial, é uma das pioneiras no interior do Brasil, usa a realidade virtual na reabilitação de pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais, pacientes com distúrbios do equilíbrio, e pós-cirúrgicos diversos.
Batizado de Wiireabilitação no mundo inteiro e usado com muito sucesso por profissionais da saúde norte-americanos que usam o popular videogame como sistema de reabilitação terapêutica para pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais, passaram por procedimentos cirúrgicos e até mesmo para o combate de lesões.
Geralmente, este perfil de paciente precisa de uma fisioterapia intensiva, que é alvo de crítica por se tornar repetitivo, enfadonho e, muitas vezes, dolorosa.
A denominada "Wiireabilitação" tem se mostrado eficiente, por se tratar de um jogo que requer movimentos sensíveis e precisos semelhantes à atividade de vida diária. Esses movimentos são feitos durante os jogos que simulam partidas de beisebol, boliche, boxe, tênis, golf, futebol, dança, etc.
O esforço para executar bem as jogadas provoca impactos positivos no organismo.
Há o fortalecimento da musculatura, maior facilidade para recuperar movimentos, estímulo da atividade cerebral e aumento da capacidade de concentração e de equilíbrio, com melhoras significativas nas escalas de Equilibrio de Berg, Alcance Funcional e no Time Up and Go.

FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA HOSPITALR

O objetivo da Fisioterapia Respiratória não se restringe apenas ao tratamento, englobando também a prevenção às doenças respiratórias.
Além disso, as técnicas aplicadas visam à liberação das vias respiratórias, a fim de retirar os impedimentos que o ar encontra ao passar por elas. O fisioterapeuta procura aumentar a capacidade ventilatória dos pulmões de seu paciente, utilizando-se de aparelhos específicos e exercicios ESPECIALIZADOS para a mobilização da secreção para facilitar a sua retirada. Os exercícios respiratórios são de extrema importância para o andamento do tratamento junto à aplicação das demais técnicas da Fisioterapia Respiratória. Eles propõem a melhora na condição respiratória do paciente a partir da mobilização dos músculos ventilatórios que compõem seu sistema respiratório e pode ainda ser realizada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), incluindo aqui pacientes que estejam entubados, necessitando da ajuda de aparelhos para respirar. A Fisioterapia Respiratória atua ainda como forma de prevenção para o aparecimento de complicações respiratórias dos pacientes, considerando principalmente aqueles que estejam internados em HOSPITAL e imobilizados. Esses certamente precisam realizar tanto a fisioterapia motora quanto a respiratória durante sua permanência no LEITO HOSPITALAR , a fim de garantir a melhoria na condição geral do paciente por meio de técnicas que TRATEM OU PREVINAM AS COMPLICAÇÕES RESPIRATÓRIAS E MOTORAS ,BEM COMO PROMOVER A INTEGRAÇÃO SENSÓRIA E MOTORA.
A FISIOCAMAQUÃ DISPÕE DE UMA EQUIPE QUE ATUA A NIVEL HOSPITALAR COM PROFISSIONAL PÓS GRADUADA NA AREA DE CARDIO- RESPIRATÓRIA E OUTRAS FORMAÇÕES E TECNICAS PARA ESTE FIM.

PILATES

QUALIDADE DE VIDA

Objetivando o "Veles", que é o terceiro segmento que mais cresceu nos EUA (102,9%). As pessoas estão cada vez mais procurando um bem-estar total. A atividade pode ser realizada desde a adolescência até a "melhor idade", pois será adequada a todos, por isso realiza-se uma avaliação fisioterapêutica criteriosa e individualizada. Pilates une princípios orientais de concentração, equilíbrio e bem estar físico e mental a conceitos ocidentais de força muscular, condicionamento físico e correção postural. Por meio do método Pilates a pessoa aprende a controlar conscientemente os movimentos do corpo e, assim, passa a respeitar seus limites, tirando proveito de seus pontos fortes e melhorando os fracos. Segundo Pilates, o foco do seu trabalho é o Power house: casa de força, baricentro, que trabalha, fundamentalmente, a reorganização funcional do tronco através dos músculos abdominais, da região lombar, dos glúteos e dos músculos internos adutores da coxa. O método é muito apreciado porque oferece exercícios de baixo impacto, que protegem as articulações, estimulam a recuperação de tecidos musculares e elevam o controle respiratório.

BENEFÍCIOS

*Fortalecimento muscular com definição (combate a flacidez)
*Alongamento e flexibilidade
*Aumento da densidade óssea
*Prevenção de lesões e dores crônicas
*Melhora a postura, devido à atenção exigida durante a execução do exercício
*Contrologia – concentração com controle de respiração para execução perfeita do movimento.
Além de proporcionar esteticamente, a forma física ideal a ginástica Pilates se destaca pela concentração exigida, coordenação motora, controle da respiração, consciência corporal e consequentemente “mente e espírito sadios”.
A atividade é acompanhada em tempo integral pela fisioterapeuta:
O método consiste em exercícios praticados no solo e em aparelhos especialmente desenvolvidos pelo alemão Joseph Pilates.
Para Joseph Pilates, criador do método, temos com esta pratica um condicionamento físico ideal, com o desenvolvimento uniforme do corpo, saúde mental e seremos capazes de executar com naturalidade e espontaneidade as várias tarefas do dia.

DICAS DE WELLNESS

OS BENEFÍCIOS DE UMA ATIVIDADE FÍSICA PARA O CORPO:

CÉREBRO – Eleva a oxigenação do sangue no cérebro, melhorando o desempenho das funções cerebrais.
PELE – Favorece o irrigamento sanguíneo e previne o envelhecimento precoce, o suor elimina as toxinas.
PULMÃO – Aumenta o volume de absorção de oxigênio. Sedentários tem capacidade pulmonar de 3 litros e atletas 6 litros.
CORAÇÃO – Melhora o poder de bombeamento do sangue. O volume do coração poderá crescer em até 50%.
MÚSCULOS - Retarda a degradação da musculatura, comum a partir dos 30 anos. Diminui a concentração de gordura.
ARTICULAÇÕES – Desenvolve a flexibilidade das estruturas responsáveis pelo movimento.
OSSOS - Amplia a capacidade de fixação de cálcio, proporcionando maior densidade óssea.
SANGUE – Beneficia a capacidade de recepção de oxigênio. Diminui a concentração de colesterol ruim e eleva a de colesterol bom.
HORMÔNIOS – Aumenta a concentração de hormônios sexuais como a testosterona e a progesterona e diminui o nível do hormônio do stress, o cortisol.
CIRCULAÇÃO – Dilata a rede de vasos sanguíneos, o que faz cair à pressão sanguínea.

PILATES SOB A VISÃO DA FISIOTERAPIA

Objetiva avaliar inicialmente o indivíduo através dos conceitos mais atuais e científicos da fisioterapia, tendo compreensão da sua individualmente, podendo assim, oferecer um programa de exercícios personalizados com reavaliações periódicas. A atividade é acompanhada em tempo integral pelo Fisioterapeuta.

POR QUÊ?

Para que cada pessoa que for iniciar o método Pilates tenha uma indicação específica, pois não podemos desconsiderar que cada um apresentará particularidades, tais como: alterações posturais, desvios estruturais da coluna (que muitas vezes passam despercebidas), nos joelhos, nos pés, lesões antigas do ombro, cotovelo e etc..

STUDIO PILATES MARLENE MULLER

A Dra. Marlene Muller Lerias, com mais de 20 anos de experiência em terapia manual e terapia do movimento especializada, disponibiliza o seu trabalho no seu STUDIO PILATES. A fisioterapeuta sempre acompanhando a evolução da fisioterapia, realizando e promovendo cursos nacionais e internacionais, disponibiliza o método Pilates, objetivando a boa forma física, estética e reabilitação de patologias oferece também aulas de ginástica pelo método francês, Isso-Streching (ginástica e equilíbrio)



Home - Artigos - Organização - Cursos - Links - Inscrição - Contato - Clínica

2017 Fisioterapia Marlene Müller. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ART.COM PROPAGANDA.
Caso você utilize o navegador Internet Explorer 6, atualize-o para uma versão mais recente.